UNG | Ser Educacional
03 Abril
NUTRIÇÃO
Alunos do curso de Nutrição apoiam Dia Mundial de Conscientização do Autismo
Por Maria Christina

Alunos dos períodos matutino e noturno da Clínica escola de Nutrição da UnG se unem no "Dia Mundial de Conscientização do Autismo", nesta última terça-feira (2). Na ocasião, se vestiram de azul (cor escolhida pela campanha), como forma de Apoio e Conscientização.

"O autismo é definido como um transtorno complexo do desenvolvimento, do ponto de vista comportamental, com diferentes etiologias que se manifesta em graus de gravidade variados (GADIA, 2006)"

 

 

 

04 Abril
Bonsucesso
Notas sobre o Autismo: Ação de Conscientização do Autista
Por Antonio Estender

O Campus Bonsucesso tem trabalhado intensamente para a conscientização de todos os nossos alunos sobre o Autismo. Autismo é hoje considerado uma síndrome comportamental, é um distúrbio de desenvolvimento (Gillberg, 1990). Ele é caracterizado por um déficit social visualizado pela inabilidade em relacionar-se com o outro, usualmente combinado com déficits de linguagem e alterações de comportamento (Gillberg, 1990). O DSM III-R (1989) é relatado como um quadro iniciado antes dos três anos de idade, com prevalência de quatro a cinco crianças em cada 10.000, com predomínio mais em indivíduos do sexo masculino e decorrente de uma vasta gama de condições pré, peri e pós-natais. Para seu diagnóstico, pelo DMS III-R (1989) fazem-se necessários ao menos oito dos dezesseis itens seguintes, incluindo-se pelo menos dois itens do grupo A um do B e um do C.

Incapacidade qualitativa na interação social recíproca manifestada pelo seguinte:

·         Acentuada falta de alerta da existência ou sentimentos dos outros;

·         Ausência ou busca de conforto anormal por ocasião de sofrimento;

·         Imitação ausente ou comprometida;

·         Jogo social anormal ou ausente;

·         Incapacidade nítida para fazer amizade com seus pares.

Incapacidade qualitativa na comunicação verbal e não verbal e na atividade imaginativa, manifestada pelo seguinte:

·         Ausência de modo de comunicação como balbucio comunicativo, expressão facial, gestos, mímicas ou linguagem falada;

·         Comunicação não verbal acentuadamente anormal. Como no olhar fixo olho-no-olho, expressão facial, postura corporal ou gestos para iniciar ou modular a interação social;

·         Ausência de atividade imaginativa como representação de papéis de adultos, personagens de fantasia ou animais; falta de interesse em histórias sobre acontecimentos imaginários;

·         Anormalidades marcantes na produção do discurso, incluindo volume, entonação, estresse, ritmo, velocidade e modulação;

·         Anormalidades marcantes na forma ou conteúdo do discurso, incluindo o uso estereotipado e repetitivo da fala; uso do “você” quando o “eu” é pretendido; ou frequentes apartes irrelevantes;

·         Incapacidade marcante na habilidade para iniciar ou sustentar uma conversação com os outros, apesar da fala adequada.

Repertório de atividades e interesses acentuadamente restritos, manifestados pelo que se segue:

·         Movimentos corporais estereotipados como, por exemplo, pancadinhas com as mãos ou rotação, movimentos de fiação, batimentos da cabeça, movimentos complexos de todo o corpo;

·         Insistente preocupação com parte de objetos ou vinculação com objetos inusitados;

·         Sofrimento acentuado com mudanças triviais no aspecto do ambiente, por exemplo quando um vaso é retirado de sua posição usual;

·         Insistência sem motivo em seguir rotinas com detalhes precisos, por exemplo insistência em seguir exatamente sempre o mesmo caminho para as compras;

·         Âmbito de interesse marcadamente restrito e preocupação com um interesse limitado, por exemplo, interessado somente em enfileirar objetos, em acumular fatos sobre meteorologia ou em fingir ser um personagem de fantasia.

 

Tags: