UNG | Ser Educacional
14 Novembro
CONFERÊNCIA
Alunos participam, de XV Conferência de Turismo em Guarulhos
Por Cláudia Parra

A Prefeitura de Guarulhos realizou, no dia 20 de outubro, no teatro Adamastor, a XV Conferência Municipal de Turismo e os nossos alunos do Curso de Turismo da UNG estiveram presente.

Aberta ao publico, o tema foi “Turismo em Guarulhos: Sustentabilidade, Tecnologia e Inovação no Fortalecimento do Destino”, e “Aerotrópole: benefícios e desafios de ter um aeroporto na cidade”.

O evento contou com salas temáticas e entre os diversos palestrantes o renomado autor de obras do turismo, o professor Mario Beni, que contribuiu com o tema Sustentabilidade no Turismo.

Os alunos do 2º, 4º e 6º semestre estiveram presentes com o acompanhamento dos professores. O evento foi encerrado com uma belÍssima apresentação do maestro João Carlos Martins. 

 

 

 

14 Novembro
OFICINAS PROFISSIONALIZANTES
Discentes de Turismo participam da Semana de Oficinas Profissionalizantes
Por Cláudia Parra

Entre os dias 16 e 20 de outubro aconteceu a Semana de Oficinas Profissionalizantes da UNG. Os alunos do curso de Turismo tiveram uma programação bem intensa. 

As palestras abordaram os seguintes temas: Planejamento Turístico e Politicas Públicas, Oficina de Coquetelaria, Estratégias de Comunicação em Redes Sociais, Dinâmica de Venda Empreendedoras em Agências de Viagens e uma Gincana de Conhecimentos Gerais e Cinema.

A proposta da Semana das Oficinas Profissionalizante é que seja uma semana de aula diferenciada, mais técnica e prática do que teórica.

E agradecemos a dedicação de cada professor em trazer novas experiências aos nossos alunos!! 

13 Novembro
ENEM
Coordenadores da unidade prestam orientação para candidatos do ENEM
Por Regina Celia

Neste último domingo (12), os Coordenadores de unidade Guarulhos, estavam na porta da Universidade para acolher os alunos participantes do ENEM 2017.

Os coordenadores estiverem presentes para recebê-los, auxiliar na identificação das entradas da Universidade e esclarecer dúvidas sobre os cursos dos candidatos. A ação foi intensa em um domingo agradável de muito calor.

 

01 Novembro
Guarulhos
Avaliação Institucional
Por Regiane Oliveira

Prezados,

Alunos das Engenharias (Química, Ambiental, Produção) e Gestão da Produção respondam até o dia 10/11 avaliação institucional, muito importante para ampliamos nossa qualidade.

O laboratório do Bloco G/ sala 002  - Campus Dutra está disponivel das 9:00 horas até as 22:00 horas.

Grata

30 Outubro
PROJETO
Projeto é aprovado no III Congresso Nacional do Projeto Rondon
Por Antonio Estender

É com muita alegria que informamos que o projeto da UNG – UNIVERITAS, foi aprovado no III Congresso Nacional do Projeto Rondon, que foi sediado na Universidade de Brasília entre os dias: 25 26 e 27 deste mês.  A realização do III Congresso Nacional do Projeto Rondon tem como objetivo aprimorar as operações e seus indicadores, criar instrumentos de orientação aos docentes na condução e coordenação das operações, consolidar e compartilhar conhecimentos e divulgar o Projeto Rondon, o professor Mestre Antonio Carlos Estender, que já participou aprovou mais de 10 projetos Rondon, e participou de todos os congressos do Projeto Rondon, participou mais uma vez desse incrível evento e nesse ano de 2017, a professora Nilza Aparecida Siqueira, também participou, desse grande sucesso, pois o artigo intitulado: O desenvolvimento sustentável e a construção de cisternas no Semiárido. Foi um dos poucos trabalhos apresentados na área de Trabalho, Tecnologia e Produção, onde os trabalhos visam a melhoria da qualidade de vida do povo do Semiárido, ensinando um modo fácil e prático de construir cisternas em consórcios sociais, para a melhoria de vida do sertanejo.

 

27 Outubro
ALUNO
Aluna de Educação é convocada para mundial de surf na Califórnia
Por Clovis Marques

Monique Oliveira, aluna do 4° período do curso de Educação Física da UNG UNIVERSIDADE,  foi convocada pela Confederação Brasileira de Surf para compor o Time Brasil de Surf Adaptado, representando o país no mundial ISA World Adaptive Surfing Championship, para pessoas com deficiência ou mobilidade reduzida, em novembro de 2017, na Califórnia, Estados Unidos da América. 

Para a Monique, o surf teve e tem um papel fundamental para a sua reabilitação física, já que é portadora de deficiência motora decorrente de uma paralisia cerebral.

Ela conheceu o surf nas praias do Rio de Janeiro onde atua a ONG ADAPTSURF em 2010, e em 2011 já havia ganhado três campeonatos regionais de Surf Adaptado.

Com essa convocação para o Campeonato Mundial na Califórnia, ela espera trazer o troféu mais importante de sua vitoriosa carreira, representando com muito talento, o Brasil e a Educação Física da UNG UNIVERSIDADE. 

 

Clóvis Paes Marques - Coordenador do curso de Educação Física UNG

27 Outubro
EVENTO
UNG amiga da escola
Por Regina Celia

No dia 27/01/2017 os alunos da escola Gleba Parque Continental I,realizaram o Vestibular na escola.

A adesão ao vestibular foi excelente e os alunos ficaram muito motivados com a facilidade do vestibular ter sido aplicado em sua escola e com a possibilidade do ingresso na Universidade Guarulhos.

O resultado do vestibular será levado diretamente ao aluno e explicado todas as facilidades da matrícula.

Desejamos Sucesso a Todos e Bem Vindos a Universidade Guarulhos !!

 

23 Outubro
AVALIAÇÃO
Começa a Avaliação Institucional
Por Anselmo Milani

Caros alunos e professores, hoje (23/10) começa a Avaliação Institucional, principal "ferramenta" que subsidia a Comissão Própria de Avaliação - CPA.

Por ela, juntamente com as identificações da CPA, procura-se direcionar os investimentos para as necessidades mais imediatas.

Além disso cada aluno respondedo sua AI, estará participando diretamente na melhoria contínua de seu curso e Instituição.

Não deixem de responder.

17 Outubro
EVENTO
I Simpósio Democratização da Educação: uma escola para tod@s é possível?
Por Evellyn Ladya

No dia 16/10 às 19h30 aconteceu no Auditório da UNG Bonsucesso o I Simpósio Democratização da Educação: uma escola para tod@s é possível? promovido pela Coordenação do Curso de Pedagogia UNG Bonsucesso e a docente do curso Profa Dra. Silvia Piedade de Moraes marcando o início da Semana de Oficinas Profissionalizantes no curso de Pedagogia.
 
Convidados:
 
Luiz Fernando Prado Uchôa- Professor de inglês e espanhol. Graduando em jornalismo. Colunista do site “Pau Pra Qualquer obra”, idealizador do blog Arco-íris literário. Membro da rede Família Stronger e TransBrasil.
 
Profa. Jorgeth - Formada no curso de magistério. Atuou de 1995 a 2008 como professor polivalente na rede Estadual de São Paulo. Graduada e Pós-graduada em Letras e Literatura. Ministrou aula de Língua Portuguesa no Ensino Médio. Atualmente atua na Educação Infantil no município de Guarulhos.
 
Rute Barbosa - Coordenadora do Grupo Direito dos Autistas. Proprietária do “Espaço Cultural Rute”. Coordenadora Municipal da UBM – União Brasileira de Mulheres.
 
Yalorisa Claudia de Oya - Presidente da Associação Cultural Ilê Omo Oya que procura divulgar e preservar todo patrimônio material e imaterial da cultura dos Povos Tradicionais de Matriz Africana com a promoção de ações afirmativas a fim de garantir a transmissão dos saberes para as futuras gerações . Educadora Social Pela Universidade Guarulhos. Graduanda em psicologia.
 
A democratização da educação compreende três aspectos fundamentais nas quais a escola foi fundamentalmente afetada.Os Pioneiros da Educação – Movimento da Escola Nova elencaram em meados de 1920 uma grande campanha pela democratização da educação. Definiram com ponto crucial uma política de Estado que garantisse – obrigatoriedade, gratuidade e laicidade.Nesse processo a democratização se constituiu primeiro como direito do acesso à educação – escola para todos com obrigatoriedade de matrícula pelas famílias e oferta pelo Estado.  Nesse momento crianças e jovens de todas as classes, configurações familiares, idade, raça/etnia e classe social tiveram o direito de matrícula assegurado.  Com tantas diferenças na escola, escassa formação de professores e concepções de educação ainda excludentes, o acesso (escola para todos) passa a não ser sinônimo de aprendizagem. Os níveis de repetência e evasão crescem e se mostram por meio de uma dura realidade de exclusão das classes menos favorecidas.
 
Novas políticas são pensadas e para concretizar a democratização da educação foi necessário propor formas de permanência dos educandos na escola.  Políticas de assistência aos alunos (alimentação, transporte, controle da frequência, obrigatoriedade da permanência e eliminação da repetência para corrigir as distorções idade/série) fizeram parte desse contexto.  No entanto, a permanência garantiu boas conquistas, mas não demostrou eficiência na qualidade de ensino, já que muitos educandos passavam anos no processo de escolarização sem aprender conhecimentos básicos.
 
O desafio proposto para uma democratização completa está em garantir a qualidade de ensino, que todos possam ter acesso, permanecer e aprender.  
 
De acordo com a última pesquisa IBGE/PNAD (Pesquisa Nacional e Amostra por Domicílio/2015) indicou que o Brasil está muito próximo da universalização do ensino obrigatório. Entretanto, a EJA (Educação de Jovens e Adultos) modalidade de educação tem crescido muito entre jovens a partir de 15 anos. A EJA é uma política de educação compensatória, cujo vigor deve ocorrer em decréscimo e não no aumento de sua oferta.  Outro fator preocupante é que o Brasil não tem apresentado bons índices de aprendizagem, sobretudo em Língua Portuguesa, Matemática e Ciências, conforme o último resultado do PISA (Programa Internacional de Avaliação de Estudantes) apontado pelo INEP/MEC de 2015.
 
Há ainda questões importantes sobre a democratização da educação – acesso, permanência e qualidade de ensino em relação a determinados grupos.  Avançamos muito em legislações que ainda não foram incorporadas à cultura, por isso não se concretizaram de fato.
 
Segundo o Relatório de Monitoramento Global de Educação para Todos da Unesco  milhões de crianças  têm barreiras para cumprir e desenvolver seu potencial acadêmico. Entre educandos em situação de vulnerabilidade destacamos que a escola se torna um ambiente hostil, excludente e até violento. 
 
Entre esses grupos destacamos educandos transexuais, travestis, gays, lésbicas, bissexuais, alunos com deficiência (TEA, TGD, surdez, etc) e até altas habilidades ou superdotação, educandos que professam religiões de matrizes africanas, obesos (as) e até mesmo aqueles em que sua família está fora de um ‘padrão’ socialmente aceito.
 
Como estabelecer a democratização da educação - acesso, permanência e qualidade de ensino que contemple uma formação completa, humana e de fato para tod@s? Será possível investir na formação inicial de professores para que saibam lidar com as diferenças e dissidências preocupando-se com a aprendizagem e uma formação humana cujo valor se concretiza na Cultura de Paz?
 
Um elemento provocador dessa reflexão é que pretendemos sensibilizar por meio dos relatos as experiências únicas – dificuldades, batalhas e conquistas – que ao longo do tempo cada um de vocês tem vivido, sobretudo no ambiente escolar.
 
Prof.ª Esp. Vanessa Angélica Patrício – Coordenação Curso de Pedagogia UNG Bonsucesso
 
Profa Dra. Silvia Piedade de Moraes – Docente Universidade Guarulhos 

 

11 Outubro
EVENTO
Divulgada programação da I Semana Acadêmica da Educação Física
Por Clovis Marques

No período de 16 a 20 de outubro será realizada a I Jornada Acadêmica da Educação física. São mais de 40 minicursos e  convidados externos que abrilhantarão o evento com o que há de mais atualizado na área da Educação Física, tanto nos temas do Bacharelado quanto da Licenciatura.  O Evento está aberto a todos os alunos da UNG e pode também receber alunos de outras instituições de ensino bem como profissionais da área. 

Confira a programação na seção anexo.

Páginas