UNG | Ser Educacional
04 Janeiro
Guarulhos
Alunos visitam o Superior Tribunal de Justiça e o Supremo Tribunal Federal
Por Luciana Aparecida

Alguns alunos do Curso de Direito fizeram visita à Brasília no, último dia 07 de dezembro de 2016, e lá conheceram o Supremo Tribunal Federal e o Superior Tribunal de Justiça, as maiores Cortes do Poder Judiciário no país.

No STJ visitaram o gabinete o Diretor do Curso e também Ministro, Doutor Paulo Dias de Moura Ribeiro e aproveitaram para assistir uma Seção Especial de Julgamento na qual 15 Ministros definidos para ocupação das cadeiras por antiguidade no cargo, decidem sobre alguns assuntos de interesse social como reintegração de posse e o valor social da propriedade, negativa de atendimento de convênio médico, aumento exorbitante no valor de prestações em financiamento - fora do que determina a lei, entre outros assuntos que fazem parte do nosso cotidiano e agora do cotidiano dos alunos que acabam de terminar o Curso e passam a ser operadores do Direito.

No Superior Tribunal de Justiça também conheceram o trabalho de uma equipe onde todos são portadores de deficiência auditiva e trabalham como digitalizadores dos processos físicos já que agora, com a era digital processual, todos os autos vindos de todo país, precisam ser transferidos para um arquivo digital diminuindo o uso de papel e com isso evitando o desmatamento em um despertar da consciência ambiental além da diminuição de espaços para arquivamento de mais de milhares de processos que chegam à Corte por dia. O trabalho desenvolvido no STJ é digno de aplausos e merece ser propagado. Os alunos se encantaram e agora são propagadores da ideia de que a justiça no seu aspecto administrativo, pode e deve ser produzida de forma conciente. No Supremo Tribunal de Justiça, os alunos conseguiram presenciar um momento histórico em nossa história política, o julgamento do presidente do Senado Renan Calheiros já que no mesmo dia da visita, a Corte se reunia para votar a saida ou não de Renan da presidência. Momento para não ser esquecido.